5.12.17

Resenha: A Noite da Espera - Milton Hatoum

Resenha:
É 1978 e Martim, agora em Paris, começa a relembrar e remexer na bagunça e agitação que foi seu passado no Brasil com um grupo de amigos engajados politicamente e suspeitos erroneamente perante um governo ditatorial e brutal.
Tudo se inicia quando os pais de Martim se separam e sua mãe o deixa para morar com o pai em Brasília, escrevendo raramente para o filho e sem nunca dizer onde mora e o porquê de tanto silêncio. Todavia, agora que sua adolescência toma um rumo diferente, Martim decide, sem querer, fazer amizade com os atores que encontrou ensaiando para uma peça e assim, tentar ocupar sua mente com outros desafios que não envolvam seus pais.
Tais atores são extremante excêntricos e diferentes entre si, havendo filhos de embaixador, órfãos e até mesmo naturistas. Porém, o desejo de tirar o Brasil do governo de militantes os une de tal forma que ameaças e intrigas não conseguem os separar. Juntos eles criam a revista Tribo, onde
traduzem textos e mostram bem sutilmente a realidade de morar em um país onde não há liberdade de expressão e onde a censura os sufoca.
Nesse grupo, Martim também encontra seu primeiro amor, parecido no quesito silêncio com sua mãe, mas que o ajuda a se encontrar como pessoa. Aliás, todos os adolescentes que se encontram na história o ajudam cultural, financeira e historicamente, mudando o rumo da vida do garoto principal para sempre.
E, enquanto Martim presencia tantos problemas na vida de seus amigos, esquece como enfrentar os seus, afinal, o que se pode esperar de um pai silencioso e de olhar acusador? E de uma mãe silenciosa e aparentemente fugitiva? Os Anos de Chumbo foram e são perigosos mesmo para quem se mantém calado enfileirando livros em uma livraria pequena.


Opinião:
Sobre a estrutura física do livro, são só elogios, a capa e as folhas nos fazem achar que realmente estamos lendo cartas que deixaram para nós. Aliás, às vezes tive a sensação de na verdade estar lendo uma espécie de diário que foi escrito especialmente para mim. Pois, Milton Hatoum conseguiu descrever tão bem as cenas e o que o Martim sentia mesmo sem se expressar, que ao mesmo tempo em que eu queria estar ao lado deles lutando por nossos direitos, eu também pensava no quanto viver naquela época deve ter sido horrível e lamentável para o ser humano.
A história do livro se passa através de cartas, o que faz com que percamos o sentido das horas ao começar a ler. Sendo que, sabendo que a história contada de fato aconteceu no nosso país e que a perspectiva de Martim, por ser silenciosa, é realmente transparente, nos faz entrar dentro do enredo e sentir como se fizéssemos parte daquele grupo de adolescentes loucos e apaixonados.
Como eu disse, o contexto histórico de fato aconteceu e saber mais sobre essa época tão perturbadora para todos no Brasil, é gratificante. Visto que, como podemos ver no próprio livro, antigamente não era possível ler, nem debater sobre a situação política e sobre outras ideologias.Enfim, como todos vocês já sabiam, eu estava em época de provas e A Noite da Espera me ajudou muito a entender mais sobre o contexto sociocultural da década de 60/70 e claro, tenho certeza de que os futuros volumes dessa série também serão cheios de aventuras e conflitos que nos farão querer continuar lendo cada vez mais sobre o universo de Martim.

Frases:
"Nem toda decisão é sábia, mas cada ato da vida é uma escolha mais ou menos consciente; às vezes, inconsciente."
"É preciso usar a razão na tempestade, jovem. Resistir com a força da razão, ver o mundo como uma coisa da mente, escutar os gritos de um pássaro e descobrir uma nova realidade."
"Um expatriado pode esquecer seu país em vários momentos do dia e da noite, ou até por um longo período. Mas o pensamento de um exilado quase nunca abandona seu lugar de origem."

Autor: Milton Hatoum.
Páginas: 237.
Editora: Companhia das Letras.
Compre online: SaraivaSubmarinoSite Oficial.

Recomendo fortemente que vocês leiam e reconheçam A Noite da Espera, pois o escritor além de ser brasileiro, já recebeu inúmeros prêmios que só mostram o quanto seus livros devem ser lidos! E, como todos sabem, sou adepta a ler livros nacionais e divulgá-los, afinal também existem ótimos escritores no nosso país.

2 comentários:

  1. Que notícia boa.
    Eu adoro esse autor tbm e não vejo a hora de conseguir ler esta obra <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você gosta, tenho certeza de que vai amar a obra também!

      Excluir

*Seja educado(a) e respeite a todos.
Deixe sua opinião, ela será sempre bem vinda, assim como você ❥