24.1.18

Resenha: Tash e Tolstói - Kathryn Ormsbee

Resenha:
Natasha Zelenka é fã de Liev Tolstói desde que começou a ler suas obras e, um fruto desse fanatismo é a websérie Famílias Infelizes que ela produz com sua amiga Jack no Youtube.
Quando Jack começa a se sentir inferior a sua irmã mais velha, algo aterrorilhoso acontece com a garota. Uma youtuber famosa indica sua websérie na internet, o que faz com que seu canal ganhe seguidores e visualizações da noite para o dia, deixando as criadoras e o elenco da série famosos e com seus próprios fãs.
Essa virada na história de Tash, faz com que ela tenha que viajar para concorrer ao prêmio que a websérie foi indicada no Tuba Dourada. Um prêmio que Tash sempre sonhou em ganhar e que a mesma acompanha desde o ano em que foi criado. Entretanto, suas expectativas para essa viagem não se resumem apenas em ganhar o prêmio,
mas também em conhecer Thom, um youtuber que tem conversado com ela e que a garota tem estado a fim desde que começou a ver seus vídeos.
Todavia, em meio a tantas notícias boas, Tash precisa contar que descobriu ser assexual romântica, ou seja, que não sente nenhuma atração sexual por garotos e garotas, mas que se interessa romanticamente, precisa estar ao lado dos seus melhores amigos Jack e Paul quando o câncer do pai deles volta, precisa lidar com pais grávidos e avançados de idade e, precisa lidar com uma irmã mais velha que sempre foi perfeita, mas que ultimamente tem estado muito estranha.
Em meio a tantas surpresas e novidades, Tash precisa conter seu nervosismo e egoísmo para aprender que nem tudo se resume ao que Tolstói faria. Afinal, como ela afirma, até ele teve sua Família Infeliz.

Opinião:
Para começar, eu nunca havia lido um livro que falasse sobre orientação sexual dessa forma e, confesso que o glossário no fim do livro me ajudou bastante a entender esse mundo que eu não conhecia. Tash, assim como inúmeras pessoas, precisa sair do armário e assumir quem é e, obviamente isso não é fácil, mas quando ela o faz, percebe que não precisa agradar ninguém. Ou seja, uma baita lição de aceitação e empoderamento.
Quanto aos outros personagens, todos possuem algo que nos deixa encantados e, se houvessem livros sobre a história de cada um, eu com certeza leria. Acredito que por a maioria ser ator, seus pensamentos e atos nos fascinam ainda mais, pois eles tem aquela emoção e brilho no olhar de estarem se tornando algo que sempre sonharam.
Embora o livro seja meio grandinho, a história passa rápido, pois são tantos conflitos que ficamos presos a história de uma forma gostosa e saudável. O fato de se passar na atualidade também facilita muito, visto que o mundo da internet é o mundo em que vivemos.
Certas vezes eu ficava meio entediada, sendo que ao lermos sentimos que a própria Tash está nos contando sua história pessoalmente e, por isso, muitas vezes ela divaga com pensamentos e lembranças que nos entendiam e nos deixam ansiosos para saber qual o resto da história. Mas, tirando isso, a narração é ótima e com bastante diálogos.

Frases:
"Nada é tão importante para alguém quanto a companhia de pessoas inteligentes."
"Você não deve ter medo de mudanças, porque elas nos lembram de que estamos vivos e de que algo está acontecendo conosco."
"Nada nessa vida pode ser mórbido demais, porque nada é mais mórbido que a própria vida."
"É melhor ser honesto que feliz. Porque, mesmo que a princípio você seja feliz, uma hora ou outra vai ter que ser honesto consigo mesmo."


Autor: Kathryn Ormsbee.
Páginas: 376.
Editora: Seguinte.
Compre online: SaraivaSubmarino.

Esse é 200º post do blog e eu confesso estar bem feliz e chocada, pois em nenhum momento eu reparei que o que eu estava fazendo era certo também, sempre fiz porque gostei e, lendo esse livro pude perceber que aqui no Fora do Contexto, eu não só tenho felicidade como também a junto com honestidade.
Então, espero de verdade que vocês tenham gostado da resenha e que possam conhecer Tash mais profundamente.

6 comentários:

  1. Olá Thaís, tudo bem?
    Tash e Tolstoi não parece com nenhum livro que eu já tenha lido na vida, mas achei interessante a história, porém eu senti que é um livro muito jovem e não sei se eu gostaria muito da leitura!
    Parabéns pela resenha!

    Estante Clássica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo, sim e com você?
      Assim, os personagens e o universo é meio juvenil, mas alguns dos assuntos que são tratados são bem pesados e só que é mais crescidinho consegue entender de fato...
      Obrigada <3

      Excluir
  2. Olá... Tudo bom?
    Não conhecíamos esse livro e achamos super interessante, tanto pela história toda em si, mas também por abordar um tema delicado e que muitas é um tabu para muitos!
    Ficamos interessadas em ler esse livro. Parabéns pela resenha, adoramos!! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é tabu para inúmeras pessoas e, mesmo sendo um assunto delicado e polêmico, a autora soube falar dele de uma forma muito leve e prática.
      Fico feliz que vocês estejam interessadas ^^ Muito obrigada!

      Excluir

*Seja educado(a) e respeite a todos.
Deixe sua opinião, ela será sempre bem vinda, assim como você ❥